Amor e ódio: as benditas redes sociais

Tudo bem, lá no passado tudo começou como mera diversão. Afinal de contas, quando você criou a sua conta no Facebook não imaginava que esta rede social se tornaria a maior e mais importante de todo o mundo, certo? Ninguém pensou, nem mesmo o Mark Zuckerberg, um dos fundadores, e dono de uma fortuna de aproximadamente US$ 33 bilhões. A função, a princípio, era apenas diversão, reencontrar amigos do passado, e com o passar do tempo as fotos compartilhadas ganharam espaço, os vídeos preferidos também, assim como, o dia a dia de cidadãos do mundo.

O crescimento da rede foi surpreendente, e de repente as marcas – de todos os tamanhos – descobriram uma forma de atingir um grande público, de maneira ampla e assertiva. Afinal de contas, já pensou como seria incrível se de repente o seu conteúdo influenciasse diariamente um milhão de pessoas? Sim, este é o objetivo nas principais redes sociais – Facebook, Twitter, Instagram, Flickr, YouTube, Google +, Pinterest – fazer com que brand e content (marca e conteúdo) fidelizem os seus seguidores e que eles ajudem a despertar o interesse de novos adeptos. Hoje, mais importante do que curtir, é compartilhar.

Mas cada uma dessas redes tem o seu papel, e como um site, elas precisam ter objetivos bem definidos. Afinal de contas, para que uma conta no YouTube se você não produz vídeos próprios? No caso do Instagram é necessário que as fotos sejam atualizadas, e que elas representem os diferentes olhares da marca, com conteúdo diversificado, vibrante. A não ser que você tenha notícias variadas, ao longo do dia, não faz sentido ter uma conta do Twitter, uma ferramenta de rápido alcance feita para informações concisas, rápidas. Ter por tê-las é um daqueles erros primários, já que elas exigem atualização, e caso isso não aconteça a impressão será de contas abandonadas. Ter um profissional para cuidar e conduzir o perfil de suas contas é um investimento de longo prazo, até que cada uma delas tenha sua identidade, e consiga caminhar sozinha.

Foto: Takashi .M

Deixe uma resposta

css.php